“Tive que segurar as lágrimas”, relata Delegado Márcio Neves | Morro da Fumaça Notícias
Unesc
Segurança

“Tive que segurar as lágrimas”, relata Delegado Márcio Neves

GABRIELA RECCO

O Delegado Márcio Campos Neves conseguiu tomar nesta quarta-feira (26) o depoimento da adolescente que presenciou a morta da mãe e, também, foi atingida com golpes de faca pelo padrasto. O feminicídio aconteceu na segunda-feira (24) no Bairro Graziela, em Morro da Fumaça e chocou a região pela brutalidade do crime.

Ciliane Lopes morreu na hora e o ex-companheiro foi preso na noite de terça-feira (25) no Balneário de Campo Bom, em Jaguaruna. Ele confessou o crime em depoimento e vai responder por homicídio qualificado (motivo fútil, meio cruel e feminicídio) consumado e um tentado.

Top Textil
Layze Guollo
Recco
CE Davi
Posto Pellegrin
Vanessa Zanatta

“A experiência ao longo dos anos de profissão vai calejando, mas hoje tive que segurar as lágrimas ao ouvir o relato da adolescente que sobreviveu no caso de feminicídio em Morro da Fumaça. Deus lhe dê força para se recuperar e seguir a vida”, relatou o Delegado em suas redes sociais.

“Ela relatando e chorando. A mãe esfaqueada e mesmo assim tentando defender a filha quando o bandido foi para cima. O instinto materno falando mais forte até na hora da morte”, acrescentou em entrevista ao portal Morro da Fumaça Notícias. De acordo com Márcio Campos Neves, a adolescente está se recuperando bem já sob os cuidados do pai biológico.

Leave a Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Cermoful
Topo