Laudo da Polícia Federal confirma que carne apreendida na Operação Hefesto era de cavalo | Morro da Fumaça Notícias
Unesc
Segurança

Laudo da Polícia Federal confirma que carne apreendida na Operação Hefesto era de cavalo

GABRIELA RECCO

Laudo do Instituto Nacional de Criminalística da Polícia Federal confirma que a carne apreendida na Operação Hefesto era de cavalo. A ação da Polícia Civil de Morro da Fumaça realizou a primeira fase da operação no dia 16 de setembro e apreendeu aproximadamente 520 quilos da carne de origem duvidosa em um galpão localizado no CTG Herança do Velho Pai, em Morro da Fumaça.

O local não apresentava qualquer condição de higiene, além da falta de procedência dos animais. Três servidores da Cidasc acompanharam o flagrante coordenado pelo Delegado Ulisses Gabriel. O laudo da Polícia Federal que identifica através de exames de DNA a espécie da carne apreendida (cavalo doméstico) é assinado pelos peritos criminais federais Carlos Benigno Vieira de Carvalho e Levy Heleno Fassio.

Daiani Salão de Beleza
Vanessa Zanatta
Unicinco
CDL Morro da Fumaça
Costa Serviços Contábeis
CE Davi

Nove pessoas foram presas durante a Operação Hefesto, mas todas já estão em liberdade. A Polícia Civil tem ainda dois inquéritos abertos aguardando laudos: um de lavagem de dinheiro e outro de usura. “Algumas pessoas disseram que não assinaram os cheques, que as assinaturas foram falsificadas. Isso pode caracterizar, também, crime de receptação”, destaca o Delegado Ulisses Gabriel.

Leave a Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Cermoful
Topo