Fumacense Moisés Vieira marca e Ponte Preta conquista a primeira vitória na série B | Morro da Fumaça Notícias
Aliança Benefícios
Esporte

Fumacense Moisés Vieira marca e Ponte Preta conquista a primeira vitória na série B

ASSESSORIA PONTE PRETA

Com um gol do fumacense Moisés Vieira no primeiro tempo e outro de Thalles, no segundo, a Ponte Preta venceu o CSA por 2 a 1 na tarde desta quarta-feira (30), conquistando a primeira vitória alvinegra na série B. A Ponte volta a campo às 21h30 de sábado (3), contra o Vila Nova, na casa do adversário.

O jogo

A primeira chance da Macaca ocorreu aos três minutos. Após cobrança de escanteio, Moisés levantou na  área e a defesa afastou. O atacante pontepretano, porém, pegou o rebote e mandou para a área mais uma vez, mas a defesa bloqueou.

Couto e Cechinel advogados
Top Textil
Sicredi
Daiani Salão de Beleza
Unicinco
Costa Serviços Contábeis

Aos cinco, Ednei lançou para Richard, mas o oponente cortou. Na sequência, Richard recebeu passe de Camilo e tentou o cruzamento em chute forte, que atingiu o defensor adversário – ele ficou caído e o jogo foi parado para atendimento. Aos seis, Kevin mandou bola na área do CSA, com a zaga cortando.

Aos oito, chute rasteiro do adversário no gol alvinegro, mas Ygor defendeu com firmeza. Aos 13, Rodrigão recebeu a bola e girou, mas acabou sendo bloqueado. Na sequência, Camilo foi acionado pelo lado esquerdo, mas o juiz viu impedimento do camisa 10 na jogada. Aos 17, Richard saiu em jogada de ataque e ganhou o escanteio. Moisés cobrou na segunda trave e o adversário tirou, Kevin pegou o rebote e chutou, mas ela saiu pela linha de fundo.

O jogo seguia pegado e, aos 25, Dawhan passou para Camilo, mas a defesa adversária recuperou a bola. No minuto seguinte, Camilo recebeu na grande área, puxou pra dentro e mandou uma bomba na direção do gol, que explodiu nas costas do defensor do CSA. Aos 29, belo lance de Moisés, que cortou o marcador e chutou um petardo. A bola explodiu na zaga e saiu.

Aos32, Rodrigão fez bom passe para Richard, que mandou a bola na segunda trave e o lateral cortou. Dois minutos depois, Richard tentou cruzamento e ganhou escanteio. Camilo fez boa cobrança e Ednie cabeceou na área, mas a bola saiu pela linha de fundo. Aos 40, Camilo mandou bom passe para Rodrigão, que chutou, mas não consegui fazer.

Mas, na sequência, saiu o gol alvinegro. Dawhan marcava sob pressão e se aproveitou de saída errada do CSA.  O volante passou para Moisés e o camisa 21 chutou forte pro fundo das redes alvinegras. 1 a 0. Seis minuto depois, o juiz apitou o fim do primeiro tempo.

A Macaca voltou para o segundo tempo com muita pressão para fazer o segundo nos minutos iniciais.Aos dois, Camilo bateu para o gol e Cleylton desviou, mas ela saiu em linha de fundo. Aos três, Kevin cruou e Rodrigão cabeceou, mas ela ganhou muita altura e saiu por cima. Na sequência, Camilo recebeu passe e mandou uma bomba ao gol adversário, mas o camisa 1 oponente pegou.

Aos seis, Richard recebeu em velocidade , mas o juiz marcou impedimento. Na sequência, boa defesa de Ygor, em bola jogada no ângulo por Renato Cajá, que passou a conduzir as tentativas de empate do adversário. E aos 15 saiu o empate com passe dele para Delatorre. 1 a 1.

No minuto seguinte, quase Rodrigão colocou a Macaca na frente de novo.O atacante dominou, girou e chutou, mas a bola subiu. Aos 19, Thalles entrou no lugar de Camilo e ampliou para a Ponte no primeiro lance dele em campo. Rodrigão recebeu belo lançamento de Kevin, invadiu a grande área e cortou  marcação, rolando para ao meio da área do CSA com precisão para Thalles entrar de um carrinho e ampliar: 2 a 1.

Aos 22, Moisés foi parado com falta em frente à área adversária. Moisés bateu por cima da barreira, mas ela saiu em linha de fundo. Aos 26, contra-ataque rápido da Macaca, com a bola lançada por Kevin para Thalles, que passou para Rodrigão. Ele rolou para Richard dar uma bomba, mas o goleiro adversário salvou em defesa difícil.

Aos 25, mais uma vez quase saiu o terceiro. No contra-ataque, Kevin rolou para Richard e o atacante bateu forte, mais uma vez para Thiago Rodrigues salvar o CSA com uma defesa difícil. Aos 28, Richard de novo: livre de marcação, ele recebeu, avançou e meteu um petardo no gol. O goleiro oponente defendeu “de manchete, mandando a bola para escanteio.

Thalles cobrou na primeira trave e Dawhan desviou com perigo, mas ela saiu em linha de fundo. A Macaca passou a dominar o jogo e manter o adversário sob controle.  Aos 48, Thalles arriscou da frente da área do CSA e a bola passou raspando o perto do travessão. Aos 51, o juiz marcou o final de jogo. Ponte 2 a 1 CSA.

Leave a Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Cermoful
Topo