Escola de Educação Básica Princesa Isabel comemora 72 anos de história | Morro da Fumaça Notícias
Unesc
Educação

Escola de Educação Básica Princesa Isabel comemora 72 anos de história

GABRIELA RECCO

A Escola de Educação Básica Princesa Isabel, em Morro da Fumaça, comemorou na última sexta-feira (13) seus 72 anos de história. Para marcar a data será realizado no próximo dia 31 de maio um coquetel com entrega de troféus a ex-alunos, ex-professores e ex-diretores.

Hoje a escola conta com em torno de 870 alunos e 70 profissionais. “Ao longo da pandemia tivemos que nos readequar a realidade daquele momento com os nossos estudantes e demais profissionais. Hoje, ao retornarmos as atividades normais o momento é bastante desafiador e delicado, porém, estamos aos poucos voltando a normalidade e superando a cada dia juntamente com a equipe de profissionais os problemas causados ao longo de todo aquele período. Mas com dedicação e trabalho vamos vencendo”, conta o diretor Ari Donizete de Oliveira.

Unicinco
Layze Guollo
Daiani Salão de Beleza
RAC Selo
CE Davi
Sicredi

História

Em maio de 1950 marca o início de funcionamento da escola, na época denominado Grupo Escolar Princesa Isabel. O nome foi uma homenagem à Princesa Isabel, libertadora dos escravos. O prédio foi construído no terreno doado por Eugênio Pagnan, Antônio Costa, Pedro Frasson e José Guglielmi, e esteve sob a responsabilidade de Aurora Goulart – 1ª Diretora do estabelecimento.

Em 1957, criou-se o curso normal regional Dom Pio Corrêa, que posteriormente, em 1964, passou a chamar-se: Ginásio Dom Pio Corrêa, de Morro da Fumaça. Já na década de 70, mais precisamente no dia 17 de fevereiro de 1971, o grupo mudou para categoria de Escola Básica “Princesa Isabel”. Com isso, o Ginásio Normal Dom Pio Corrêa foi dissolvido.

O nome Colégio Estadual “Princesa Isabel” só foi implantado em 1978, no dia 26 de maio, com a criação do curso de Habilitação Profissional de Auxiliar de Escritório ao nível de Segundo Grau.
Em 1986, o curso de Auxiliar de Escritório foi extinto e criou-se os cursos de Técnico em Contabilidade e Magistério de 1ª a 4ª série.

O curso de Ensino Médio de Educação Geral foi implantado em 1996. No ano de 1998, outra importante mudança aconteceu: foi o ano em que se formou a última turma de Contabilidade, pois este deu lugar ao Ensino Médio que foi criado segundo determinação da Lei de Diretrizes e Base (LDB).

Em 2001, ocorreu mudança no Ensino Médio, passando do sistema anual para o sistema de fases. Ainda neste ano, deu-se início à construção do ginásio de esportes.

Em 2002, formou-se a última turma Profissionalizante de Magistério.

Em 2004, foi implantado, no Ensino Médio, o sistema anual, permanecendo somente no sistema de fases as turmas de 4ª e 6ª fases do período noturno.

No ano de 2005, permanece uma sexta fase até o meio do ano, sendo que as demais turmas são no sistema anual.

No dia 30 de Maio de 2005, ocorreu a inauguração do Ginásio de Esporte Manoel Joaquim Medeiros.

No ano de 2006, reiniciou o curso profissionalizante de Magistério, no 3º ano de acordo com o inciso VII do artigo 24 combinados com os artigos 26, 36, 39 e 41 – parágrafo único 262, da lei 9394/96 e parecer nº 316/97/CEE e parecer 136/1987 do Conselho Estadual 9 ande Educação/SC. Ficando até o ano de 2009, quando se formou a última turma.

No ano de 2007 Iniciou a nova grade curricular do Ensino Fundamental de 9 anos de forma gradativa, sendo que as séries iniciais agora serão do 1º ao 5º ano.

Em 2009, um grande diferencial na escola, foi a terceirização da merenda escolar e o fechamento da cantina.

Em 2011 também se deu início o Projeto: Orquestra de Metais.

No mês de maio de 2013, encerrou-se o Projeto Cápsula do Tempo da turma 3-5 do ano de 2012, sendo sua regente Maria Aparecida Goudinho e dando continuidade pelos professores: Alex Borges Alano, Edson Citadim e Margarete Formentim de Rochi. A cápsula do Tempo foi depositada em frente ao mastro das bandeiras, numa solenidade presenciada pelos diretores, autoridades, funcionários, professores e alunos do turno vespertino. Será retirada no ano de 2050, quando a escola estará completando o seu centenário.

Em 2015, foram recebidos recursos do Governo do estado de SC no valor de R$161.741,00. Este valor foi utilizado na ampliação da biblioteca escolar e sala dos professores, construção de banheiros para os professores, sala para orientação escolar e de reuniões, ampliação da cozinha e construção do refeitório, totalizando uma área de 27000,69 m².

Em 2016, a sala de reuniões foi cedida ao SAEDE (Serviço de Atendimento Educacional Especializado) por atender melhor as necessidades dessa clientela. A antiga sala ocupada pelo SAEDE foi cedida ao Grêmio Estudantil Intendente Leandro Biff. Ainda nesse mesmo ano, realizaram-se pequenos reparos como rampas de acesso aos alunos com necessidades especiais.

Leave a Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Cermoful
Topo