Station Telecom G
Política

Deputada Ada usa tribuna para ressaltar índice de feminicídio em Santa Catarina

Sicred

ASSESSORIA DE IMPRENSA

Nesta quinta-feira, 9, a deputada Ada de Luca usou a tribuna para alertar quanto aos índices de feminicídio em Santa Catarina. São 24 mulheres mortas desde janeiro deste ano.

A última vítima foi a servidora da Comcap, Aline Rodrigues, de apenas 37 anos que foi esfaqueada pelo ex-companheiro na Beira-mar de São José a luz do dia, na tarde de ontem. “Até quando teremos pessoas que não se conformam com o fim do relacionamento? Até quando mães, mulheres, filhas, serão mortas por não terem a liberdade de escolherem com quem querem dividir sua vida”, indagou a deputada.

Layze Guollo
Expresso Nova Era
Top Textil
Garten Papelaria
Sicredi
Valdeci Lanches

Outro caso citado pela parlamentar ocorreu na última quarta-feira, 8, em Rio Negrinho. Uma adolescente de 16 anos esfaqueou sua ex-namorada de 17 anos, também por não aceitar o fim do relacionamento. “Outro caso igualmente horrível e assustador. Por isso, eu peço, imploro, para que cada pessoa que veja que outra mulher está em um relacionamento abusivo, se manifeste sim, se meta sim, porque no fim você vai estar ajudando a poupar um vida”, afirmou a deputada.

Para enfrentar a violência contra a mulher que Santa Catarina vem assistindo a deputada Ada de Luca criou a Frente Parlamentar em Combate a Violência Contra a Mulher. Segundo a deputada, o objetivo é discutir com os setores envolvidos e buscar soluções conjuntas.

“Nosso Estado, ao mesmo tempo em que aumenta as ações de prevenção e resposta a este tipo de crime, também caminha para liderar esses indicadores, que envergonham e preocupam. É preciso mais. E este parlamento não pode se omitir”, finalizou.

RAC

Leave a Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Topo